quarta-feira, 5 de abril de 2006

Provérbio Chinês

Os mestres podem abrir a porta, mas só você pode entrar!

Tenha um projeto de vida, mas esteja aberto para perceber as indicações do caminho. Seja flexível como os galhos de uma árvore ao vento, assim nada pode quebrá-lo.
(tô aprendendo)

Acenda um incenso. Ele marca o tempo da sua meditação ou de qualquer atividade e purifica o ambiente. Além disso, segundo os monges zen-budistas, a fumaça espalha bem-estar para todos os seres e eleva nosso espírito.

Tenha por perto uma caixa de areia com algumas pedras e modifique a posição delas e o traçado nos grãos a cada dia. Mexer no jardim zen é uma forma de aquietar a mente e uma metáfora da vida: tudo está mudando a todo momento, um dia é diferente do outro e você pode criar um presente.
(preciso comprar minha caixinha – shit happens)

No trabalho, quando estiver numa situação de conflito ou receber uma provocação, não reaja imediatamente. Respire e preste atenção, pois sempre há uma maneira de resolver as questões de forma pacífica, com respeito e amorosidade. Caso contrário você entra na sintonia de ação e pensamentos negativos, ruins para os outros e para você mesmo.

No trânsito, mantenha-se atento e gentil com os outros motoristas. Peça e dê passagem. Se ficar muito alterado com a espera, tenha no carro um CD de música tranqüila e algumas balas. Isso baixa a ansiedade e suaviza a raiva e a impaciência.
(Enya... tudo pra relaxar)

Lembre-se de olhar para o céu. Isso expande os limites da mente e nos recorda que somos uma pequena parte do imenso Universo, que está sempre em movimento.

Ao falar, use palavras de carinho e respeito, pois você está diante de outro ser humano, seja quem for.

Reserve algum tempo e apenas fique sem fazer nada! Não pense, não contemple, não deseje mudanças.
(meditação)

Em cada gesto simples do cotidiano, você pode descobrir novos prazeres. Saboreie a água e cada alimento como um bem precioso, uma fonte de energia vital. Quando estiver comendo ou cozinhando, não disperdice.

Comece o dia sentando-se com a coluna ereta, (pode ser numa cadeira), perceba sua respiração, os batimentos do coração, suas tensões, seus pensamentos. Fique assim por alguns minutos, depois respire fundo e vá para o mundo disposto a aceitar o dia como ele vier, como se fosse o primeiro de sua vida.

Viva o momento presente. O passado já se foi e o futuro ainda não existe. O aqui e agora é a única realidade...
(vivendo um de cada vez, mas sempre com um olho no gato e o outro no peixe)

A respiração tem o poder de mudar rapidamente seu estado de alma. Em situações de estresse, ansiedade, raiva, tristeza, acalme sua respiração e tenha em mente que todas as situações são passageiras, que tudo está em constante transformação.

Preste atenção em tudo que fizer e olhe as ações e os outros comportamentos repetitivos como uma nova oportunidade de perceber a vida com mais cuidado e amor.

Simplesmente seja o que é, aceite seu corpo e seus pensamentos.

Não sou zen, nem budista, nem nada. Católica por batismo.
Zen não quer dizer crença pra mim, e sim calma e tranqüilidade em momentos em q são necessários.Estou me apoiando no que vale a pena para o meu melhor conhecimento. Hoje vale a pena ser Zen (por opção – sem compromisso).

2 comentários:

Marilia disse...

Isto foi um aviso para a minha mente: é hora de cuidar mais de sua alma.

Recado na hora certa.

Beijos..

stefanie disse...

cadacoisa pra escreve hein
kkkkkkkkkkkkkkkkkk
so vc
bjs